Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Como falar com o seu médico

Quer viva já há muitos anos com a diabetes quer acabe de lhe ser diagnosticada, a comunicação com a sua equipa de cuidados de saúde é fundamental. Se se sente nervoso em falar com o seu médico ou farmacêutico, existem muito boas razões para ultrapassar esses medos. Menos comunicação conduz a um aumento do seu stress, ansiedade e a uma possível depressão. Inevitavelmente, conduz também a um menor sucesso no controlo da diabetes.1

Já que está provado que conversar com os seus prestadores de cuidados de saúde é uma mais-valia para si, seguem-se alguns conselhos para iniciar a conversa e para a manter.

Conheça a sua equipa de cuidados de saúde.

Se ainda não conhece as pessoas envolvidas no cuidado da sua saúde, aconselhamos a conhecê-las. A sua equipa de cuidados de saúde inclui:

  • Prestador de cuidados primários
  • Farmacêutico
  • Enfermeiro ou educador em diabetes
  • Nutricionista
  • Endocrinologista
  • Oftalmologista
  • Terapeuta
  • Podologista

Pode não ter que se dirigir a todos os especialistas nesta lista, mas, de fato, é uma boa ideia para saber a quem recorrer sobre questões específicas.

Quanto é que quer saber?

Os detalhes médicos podem ser, por vezes intimidantes ou esmagadores. Se preferir não saber de todos esses detalhes de imediato, sinta-se à vontade para dizer ao seu médico ou farmacêutico. Tente encontrar um equilíbrio confortável entre o que quer saber e o que precisa de saber para controlar com sucesso a sua diabetes. Se saber todos os detalhes clínicos o tranquiliza e fá-lo sentir sobre controlo, informe o seu médico dessa situação.

Saiba do que quer falar e o que quer perguntar.

Provavelmente, vai ter questões gerais que gostaria que fossem respondidas pelo seu prestador de cuidados de saúde – novos sintomas, mudanças no seu tratamento, etc. É sempre melhor esclarecer essas questões em primeiro lugar. Questione também sobre tópicos mais sensíveis ou questões que sejam importantes para si. E se decidiu experimentar medicinas alternativas ou tratamentos ao seu regime, seja honesto com a sua equipa. Estas conversas são por uma boa causa: a sua saúde!

Conhece os seus testes médicos?

É importante fazer os testes médicos que o seu prestador de cuidados de saúde pedir, mas questione-os também. Eis algumas perguntas que pode colocar:

  • Precisa de fazer alguma coisa antes do teste?
  • Em que é que o teste vai incidir?
  • O teste vai influenciar alguma mudança no seu tratamento?
  • Existem riscos ao fazer o teste?
  • Como é que vai ser informado sobre os resultados do teste?

Saiba o que fazer antes e depois da sua consulta.

Se existem questões que precise discutir com o seu prestador de cuidados de saúde, organize-as com antecedência. Anotar as perguntas e trazer a lista para a consulta pode ajudá-lo a não se perder e dar-lhe-á mais confiança ao receber a informação que precisa. Após a sua consulta, se tiver alguma dúvida sobre o seu tratamento, não hesite em perguntar. Por exemplo, se receber resultados de testes que não perceba, telefone.

Fale destas questões em todas as suas consultas.

  • Novos sintomas
  • Alterações no seu tratamento
  • Tópicos sensíveis
  • As questões mais importantes para si
  • Fazer testes médicos e saber os resultados
  • Alguma coisa que não perceba sobre a sua saúde

1 Diabetes Care. Look Who’s (Not) Talking: Diabetic patients’ willingness to discuss self-care with physicians. Disponível em: http://care.diabetesjournals.org/content/35/7/1466.short?rss=1 Consultado a 30 de Junho de 2015.